Serviço – Os pilares de nosso lema

Serviço – É a capacidade especial, dada por Deus, para ser apoiador em sua obra e ajudar outros a fazer a obra de Deus, dar assistência prática aos membros do corpo de Cristo. Quem tem este dom é uma pessoa extremamente prestativa. (Rm 12:7; 1 Pd 4:10-11)

Além de adorar e anunciar, a igreja tem a missão de aparelhar os santos, isto é, preparar o povo de Deus para o exercício do serviço cristão (Ef 4:12). E Romanos 12:5-8, O apóstolo Paulo ensina inspirado pelo Espírito Santo diz: “ Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros. De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé; Se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino; Ou o que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com cuidado; o que exercita misericórdia, com alegria.”

Sobre isso, o texto de Efésios 4:11-12 é bem claro: E ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres, com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo

Nesse sentido bíblico, os dons espirituais são a ferramenta de trabalho mais poderosa que Deus concede a seus filhos, para ser utilizada na execução dos serviços, dos ministérios, dos cargos, das funções, das ocupações espirituais, na igreja ou fora dela, para o progresso do reino de Cristo Jesus. Seja de ofício, de responsabilidade, de obrigação, de atribuições ou de incumbências, todos os que foram chamados por Deus têm algo a realizar, que deve ser praticado com prontidão, segundo a iluminação divina e capacidade dada a cada um.

Não é possível servir sem fazer algo. O ato de servir implica a execução de um serviço. Esse serviço, com certeza, será executado com muita alegria e gratidão. A felicidade futura dos salvos é referida na Bíblia como “descanso”. Contudo, não será um descanso ocioso. Este descanso é semelhante ao sábado, o dia santo, em que os filhos de Deus deixam de lado os seus cuidados, as suas preocupações e se dedicam em horas sagradas de adoração e serviço ao Senhor. Aquele, pois, que viveu entre nós, como um servo a serviço do Pai, aparecerá descendo nas nuvens, com grande poder e glória, para nos buscar para a eterna comunhão com Deus (Mc 13:26 – NTLH). (Livro doutrinal)

Write a Reply or Comment

Your email address will not be published.